Seis bairros serão contemplados no dia 22 de novembro por inscrições para mutirão gratuito de castração de cães e gatos


A operação, viabilizada com recursos financeiros próprios do Município, está direcionada a cães e gatos sem raça definida e com peso de até 20 quilos


Tutores de cães e gatos moradores dos bairros Ponte Grande, Jardim Panorâmico, Vila Mariza, Chapada, Bates e Santa Maria, pretendentes ao benefício do mutirão de castração de animais domésticos sem custo, poderão solicitar sua inscrição no dia 22 de novembro (segunda-feira), a partir das 8h, presencialmente. O público deverá comparecer ao salão da capela do Divino Espírito Santo, bairro Santa Maria, situada à rua José Soares Silvério. Próximo está a Associação de Moradores. A operação, viabilizada com recursos financeiros próprios do Município, está direcionada a cães e gatos sem raça definida e com peso de até 20 quilos.
O mutirão, promovido pela prefeitura de Lages, por intermédio da Secretaria de Serviços Públicos e Meio Ambiente – Gerência de Vida Animal, está programado para ser praticado em clínica cadastrada junto ao Consórcio Intermunicipal de Saneamento Básico, Meio Ambiente, Atenção à Sanidade dos Produtos de Origem Agropecuária e Segurança Alimentar (Cisama).
Nos dias 27 e 28 de setembro, em um dos mais recentes mutirões, foram disponibilizadas 200 vagas, cirurgias exclusivas para abranger protetoras de animais cadastradas no município e pessoas parceiras de projetos específicos. Os procedimentos foram realizados no “Castra Bus”, unidade móvel preparada para este tipo de cirurgia animal, cedido pela Chubaci Clínica Veterinária de Cirurgias, Castração e Vacinação, de Florianópolis. Outras 50 aconteceram no Centro de Controle de Zoonoses (CCZ), da prefeitura, localizado no bairro Tributo.
Em 2021, a prefeitura de Lages atendeu mais de 1.500 animais, destes, 1.259 no Centro de Controle de Zoonoses (CCZ), pelas médicas veterinárias das secretarias de Serviços Públicos e Meio Ambiente e da Saúde, com recursos próprios. O Centro de Zoonoses está realizando castrações, com prioridade à demanda reprimida, de aproximadamente mil animais. Novos cadastros deverão ser abertos futuramente. “O Poder Público tenta atenuar os problemas da propagação e multiplicação de animais pelas ruas e avenidas a partir da castração, ofertada gratuitamente à comunidade. Uma forma de colaborar com as famílias e a cidade, e prevenir transtornos e possíveis doenças urbanas”, observa o secretário de Serviços Públicos e Meio Ambiente, Delfes Rodrigues.
Texto: Daniele Mendes de Melo

Achou essa matéria interessante? Compartilhe!