Trabalho de Carmen Zanotto contribui para assinatura de portaria que reajusta os serviços de hemodiálise

A deputada federal Carmen Zanotto participou do ato de assinatura da portaria que autoriza o reajuste dos serviços dos centros de hemodiálise prestadores do Sistema Único de Saúde (SUS). A parlamentar foi a única representante de Santa Catarina que participou da assinatura realizada pelo ministro da Saúde, Marcelo Queiroga.

Cerimônia de assinatura de portaria para fortalecimento da terapia renal substitutiva no SUS. Brasília, 29.12.2021. Fotos: Walterson Rosa/MS

Os Centros de hemodiálise atendem 184 mil de pacientes renais crônicos em todo Brasil. São 12,5% para serviços de hemodiálise e 24,3% para a diálise peritoneal.

 “Não é o valor que todos desejámos, foi o valor possível. Sabemos que todos os procedimentos estão defasados há quase 20 anos, mas alguns serviços precisavam de um olhar emergencial. Esta portaria também é fruto das inúmeras audiências públicas que realizamos na Câmara Federal com as entidades, instituições e Conselhos de Secretários Estaduais e Municipais de Saúde”, destacou a deputada.

Com a pandemia do coronavírus as clínicas credenciadas enfrentaram superlotação e tiveram impactos diretos nas suas ações de serviço de saúde. Em alguns estados quase a metade dos pacientes internados precisaram de terapia renal.  Atualmente, 723 estabelecimentos de saúde estão habilitados para o cuidado de pacientes renais crônicos. Desses, 688 oferecem a diálise peritoneal.

Estiveram presentes na solenidade, realizada no auditório do Ministério da Saúde, representantes da Sociedade Brasileira de Nefrologia (SBN), Associação Brasileira dos Centros de Diálise e Transplante (ABCDT) e Federação Nacional das Associações dos Pacientes Renais e Transplantados do Brasil.

Achou essa matéria interessante? Compartilhe!