//Prefeitura e Exército se aliam e operadores de máquinas são qualificados em estágio

Prefeitura e Exército se aliam e operadores de máquinas são qualificados em estágio

“O Batalhão de Lages é referência nacional no sistema de engenharia do Exército”, capitão Davi Martins

O Município se valeu da experiência tradicional do Exército na Serra de Santa Catarina e da sua capacidade de soluções em engenharia para abrir uma porta de capacitação profissional, em um elo firmado diretamente com a Secretaria do Planejamento e Obras, direcionada a sete operadores de máquinas pesadas recém contratados pelo mais recente processo seletivo da prefeitura. Estes trabalhadores estão ligados às secretarias de Obras e à de Serviços Públicos e Meio Ambiente.

Entre os dias 9 e 13 de abril, o 1º Batalhão Ferroviário (1º BFv) oferecerá o curso teórico e prático com estágio aos servidores municipais, no total de 40 horas/aula, ministradas no quartel do Exército, no bairro Conta Dinheiro. Os alunos permanecem durante o dia inteiro no Batalhão, onde recebem, além das instruções, almoço. As noções práticas serão evidenciadas nesta quinta e sexta. Às 11h desta sexta (13) haverá a cerimônia de entrega dos certificados na Sala de Instrução do Batalhão, com a presença do comandante tenente-coronel Cleber Machado Arruda.

No conteúdo programático estiveram os temas de manutenção preventiva de 1º escalão; funcionamento de motores a diesel; lubrificação e limpeza do equipamento; sistema elétrico; sistemas de transmissões; sistemas hidráulicos; material rodante e pneus; primeiros socorros, e prática de operação. No específico, manuseio de motoniveladora (patrola), trator de esteira, trator agrícola e rolo compactador pneumático liso. Nos demais tópicos, check list; medidas de segurança no trabalho; uso adequado de cinto de segurança e de Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) – abafadores auriculares de ruídos, óculos, luvas, colete refletivo, sapatões; conhecimento do solo e agregação de materiais, e manutenção de viaturas (verificação de água, pneus, lubrificação, etc.).

Os estudos foram feitos com apostilas do Exército e material digital disponível para cópia e posterior consulta. Na parte prática, além do manuseio dos quatro instrumentos cedidos pelo próprio Batalhão com aulas em terreno do Exército, localizado atrás do quartel, os alunos treinaram em três simuladores de condução de motoniveladora, trator de esteira e retroescavadeira, semelhantes a videogames, numa proposta implantada em Lages há cerca de sete anos, bem próximo à realidade da máquina e com exercício da coordenação motora nesta tarefa que apresenta determinado risco de periculosidade.

As incumbências destes servidores são operar trator, rolo compressor, patrola, retroescavadeira e outros, engatar implementos, operar equipamentos na execução de aterros, drenagens, acabamento em pavimentos, zelar pela conservação e manutenção da máquina, executar outras tarefas de mesma natureza ou nível de complexidade, associadas à sua especialidade e ambiente funcional.

Forças distintas, porém, amistosas

Os vínculos estreitados entre prefeitura e Exército foram fortalecidos em razão do secretário do Planejamento e Obras, Claiton Bortoluzzi, tenente que atuou na Seção Técnica de Engenharia em Lages, inclusive, à época, junto ao atual subcomandante, major Figueiredo, no destacamento. “Agradecemos a parceria do Exército Brasileiro com a Secretaria, levando em consideração o aperfeiçoamento essencial no exercício das tarefas diárias quase ininterruptas, de patrolamento, cascalhamento, pavimentação, desobstrução de canais de drenagem pluvial, limpeza de valas e canaletas, reparos em vias de paralelepípedo, operações tapa-buracos, carregamento e descarregamento de pedras e tubos, entre tantas outras manutenções. O operador de máquinas da prefeitura tem o diferencial de trabalhar nas ruas e avenidas por onde circulam moradores da comunidade e onde passam veículos próximos à área do serviço, perto de setores públicos, como escolas e Unidades de Saúde”, alerta Claiton.

O secretário ainda recomenda: “Por isso nossa atenção deve ser intensificada no sentido de preservar a integridade dos próprios motoristas e da população, além, é claro, dos cuidados e responsabilidade com o patrimônio público, para termos uma frota mais bem conservada e com mais tempo de durabilidade e de eficiência. Sempre se deve lembrar que por trás da operação de uma máquina existe um ser humano que deve estar totalmente apto às atribuições que lhe foram concedidas e concentrado na função e no contexto ao redor.”

Referência no Brasil

Entre os cinco militares instrutores do curso está o 2º sargento Sandro João Ribeiro Rodrigues. “O Exército está tentando transmitir o melhor possível no quesito segurança por estes operários trabalharem junto à sociedade e a equipamentos públicos. Eles já sabem de seu compromisso, estamos aqui para auxiliar a prefeitura na reafirmação deste comprometimento e na melhoria do trabalho desempenhado”, declara o 2º sargento. O chefe da Seção de Manutenção Preventiva e Cursos, tenente Solemar Zanini, acompanhou a evolução do treinamento, bem como o capitão da Companhia de Engenharia de Equipamento e Manutenção, Davi Martins. “O Batalhão de Lages é referência nacional no sistema de engenharia do Exército. Em maio faremos um curso de perfuratriz de rocha e receberemos pessoas até de Santarém, no Pará. Este curso serve não somente para prestar apoio aos funcionários da prefeitura, mas também ao nosso pessoal, desde os soldados que conduzem estes veículos. Temos tradição forte no ensino. Em 2017 recepcionamos uma qualificação em maquinário, de profissionais de todo o Sul do Brasil”, comenta, orgulhoso, o capitão.

Uma cidade inteira sob os cuidados do Poder Público

As vias urbanas do município de Lages são distribuídas ao longo de mais de 800 quilômetros, e no interior são mais 1.517. O auxiliar de serviços gerais do setor de garagem da prefeitura, Volni Meros, lembra que o aparato da Secretaria de Obras possui três máquinas motoniveladoras (patrolas), uma escavadeira hidráulica, duas retroescavadeiras para serviços de drenagem e limpeza de valas, dois rolos compactadores, um rolo pneumático e sete caminhões basculantes (caçambas).

Já a de Serviços Públicos tem em torno de 40 equipamentos, entre máquinas 3 em 1 (varredeira, capina e carregadeira), trator de pneu, carreta, caçambas, caminhões gaiola para coleta seletiva, caminhões com carroceria, caminhonetes, automóveis, utilitários e ônibus. “O operador já chega habilitado por exigência de edital, com carteira de motorista categoria ‘C’ e requisito de cursos e treinamentos, mas a atualização deve ser constante. A reciclagem é fundamental”, reitera Volni. Em 2017, duas turmas de operadores municipais passaram pela qualificação, chegando-se a 14 participantes. O Município antecipa que cogita-se uma parceria com o 1º BFv para o futuro no âmbito de pavimentação de ruas, facilitando a logística dos militares por se tratar de obra dentro de seu município sede.

Conheça melhor o Exército

O quartel do Exército em Lages conta com 732 militares (soldados, cabos, 3º, 2º e 1º sargento, subtenente, 2º e 1º tenente, capitão, major, tenente-coronel e coronel) e os serviços de mais 100 civis, além de 130 viaturas e mais 105 equipamentos de engenharia. A maioria dos equipamentos tem mais de 20 anos.

Em Lages, o quartel é dividido em megaestruturas para dar suporte aos serviços de obras viárias no Sul do país: Pavilhões organizados em oficina mecânica pesada; oficina leve; tornearia; borracharia; elétrica, chapeação de reparação básica, pintura, e lubrificação; seção de motores; transporte; posto de combustível; divisão de saúde; educação física; alojamento; sala de cursos; subtenência; comando; museu; laboratório; setor administrativo; rancho (Seção de Aprovisionamento – refeitório); almoxarifado; SECTEC, e departamento de elaboração de projetos.

Amplos espaços são destinados ao Batalhão no município: Sede administrativa e de serviços no Conta Dinheiro; área anexa para treinamentos (antigo paiol); Vila Militar para Oficiais e Sargentos; Vila Militar para Cabos e Soldados na BR-282; ambiente no bairro Ferrovia para instrução militar (antiga Companhia de Avançamento e antiga fábrica de dormentos), e terreno da União no Caça e Tiro (antigo estande de tiro).

O 1º Batalhão Ferroviário (BFv) atualmente está à frente da execução de obras em estradas de Urubici, São Joaquim (onde está situada a usina de asfalto), Rio do Sul e em Santa Maria (RS), este último onde estão em desenvolvimento obras de vias dentro do próprio quartel. Em 2018 comemora-se 163 anos de 1º BFv.

Fotos: Toninho Vieira