//É feriadão, mas máquinas da Secretaria de Obras não param os trabalhos na região do bairro Penha

É feriadão, mas máquinas da Secretaria de Obras não param os trabalhos na região do bairro Penha

“Contamos com a compreensão dos moradores, que devem ser participativos nesta corrente de tornar Lages uma cidade cada vez melhor para se viver”, prefeito Antonio Ceron

Para grande parte da população este final de semana será de descanso prolongado por causa do feriadão do Dia do Trabalhador, comemorado na terça-feira (1º de maio). Ao todo serão quatro dias de parada. Normalmente, os serviços públicos de prefeitura cessam e são retomados na quarta, dia 2. Porém, em Lages, sábado é dia de trabalho dos operários da Secretaria de Planejamento e Obras, em obediência ao cronograma de atendimentos emergenciais aos bairros e loteamentos com demandas prioritárias relativas à mobilidade, se intensificando a resposta às queixas dos moradores e dando solução a problemas que atrapalham o seu cotidiano. Os principais sufocos manifestados pela comunidade são a poeira e a lama nas ruas de chão batido em frente as suas casas e estabelecimentos comerciais, fatores que podem desencadear problemas de saúde, ou agravá-los. Contudo, a prefeitura tem atuado para reduzir os riscos, cuidando da comunidade.

Neste sábado (29 de abril) foi a vez de a região do bairro Penha usufruir dos serviços de manutenção e revitalização da trafegabilidade na malha viária. Às vias de terra estão sendo implementados patrolamento, melhoria do pavimento com cascalhamento, nivelamento e abertura das ruas que precisam ser alargadas. Patrolas, rolos compactadores e caçambas da prefeitura movimentam-se nas estradas e instigam a curiosidade dos moradores às margens, saindo às janelas para ver o que estava acontecendo, assim como os comerciantes que caminharam até lá fora.

Entre as 12 ruas que receberam melhorias ao longo do sábado estão Olavo Bilac, Vitor Meirelles, Dom Antídio José Vargas, Borges de Medeiros, Ulderico Canali e Valdevino Correa Matos, além do pátio do Centro Educacional Regional de Lages (CER). Estão sendo utilizados duas patrolas, um rolo compactador e cinco caçambas, e a mão de obra de nove homens da prefeitura. Mais 15 ruas do bairro São Miguel também devem receber melhorias, de acordo com o chefe de patrolamento e cascalhamento da Secretaria de Obras, Onivaldo Souza. O aparato da Secretaria de Obras é formado por três máquinas motoniveladoras (patrolas), uma escavadeira hidráulica, duas retroescavadeiras para serviços de drenagem e limpeza de valas, dois rolos compactadores, um rolo pneumático e sete caminhões basculantes (caçambas).

Clima com Sol faz o serviço render

As condições climáticas estão favorecendo o compromisso das frentes de trabalho. Sem chuva é possível ao Município aproveitar o tempo bom e estender o retorno às solicitações de quem convive diariamente com o problema de tirar o carro da garagem e se deparar com um solo instável, buracos ou pedras grandes. A estabilidade meteorológica aumenta a durabilidade do serviço recém feito.

Os motoristas que usam o trajeto para se dirigir ao trabalho também se incomodam, mas o Município tem empreendido esforços para suprir esta necessidade e tornar o pavimento melhor e eliminar os riscos de problemas mecânicos ou em pneus. “Esta ação de sábado é um pouco mais curta para completar os serviços iniciados já na semana retrasada no Penha, São Miguel e loteamento Nadir em pontos previamente cadastrados, e realmente precisavam de uma medida. No total são uns dez dias de trabalho”, observa o secretário do Planejamento e Obras, Claiton Bortoluzzi. Para esta finalidade são aplicados recursos financeiros próprios do Município. “Em 2017 passamos por todas as áreas da cidade, dando um giro em Lages. Essa ação nunca para”, complementa. Ainda será definido o próximo local a receber benfeitorias. Todos os trabalhos são desenvolvidos sob supervisão do secretário Claiton Bortoluzzi e do prefeito Antonio Ceron. “Os mutirões são medidas de emergência para atender a comunidade e são bem recebidos nos bairros. Terão continuidade, e contamos com a compreensão dos moradores, que devem ser participativos nesta corrente de tornar Lages uma cidade cada vez melhor para se viver”, pontua o prefeito.

Família apoiadora das obras

As máquinas trabalharam em frente às três casas da família de Dinair Aparecida Marcelino, situadas num morro em declive na rua Olavo Bilac. A mulher de 50 anos e uma das filhas, Diéssica Marcelino, de 25, viram tudo da porta da cozinha. “A rua estava péssima, cheia de buracos e muita poeira quando passa carro e até com o próprio tempo seco. No verão é pior. Mas agora com esse cascalho espalhado e bem assentado já melhora”, analisa Dinair.

Em um mesmo lote moram ela, o marido e uma filha de 17 anos na casa do meio, Diéssica e o filho de oito anos na lateral e o outro filho, a nora e neto do outro lado. Ao todo, Dinair tem quatro netos, mas dois meninos sofrem com problemas respiratórios, se agravando se houver pó dentro de casa.  O de seis anos tem bronquite e o de oito possui adenoide (carne esponjosa localizada na parte posterior do nariz que liga a cavidade nasal com a garganta). “O serviço está ficando bom. Não podemos desanimar”, opina Diéssica.

Nesta sexta-feira (27 de abril), trabalhadores e maquinário estavam concentrados no bairro Santa Helena, um dos maiores bairros de Lages, onde as tarefas começaram uma semana atrás, com evidência no sábado e ao longo da semana que terminou. Drenagem pluvial, melhorias de cascalhamento, patrolamento e sinalização são algumas das atividades. Os serviços serão ampliados durante a próxima semana.

Em 2018

Este ano, os mutirões emergenciais já contemplaram os bairros e loteamentos Santa Mônica, Caroba, Centenário, São Luiz, Santo Antonio, Guarujá, Tributo, Cristal, Penha, São Miguel, Nadir, Santa Helena e Jardim das Camélias. Lages possui 800 quilômetros de vias urbanas e dois terços da malha não são pavimentados, pesando a exigência de restauração contínua.

Pavimentações terceirizadas e próprias

Em paralelo aos serviços rotineiros, o Município lembra pavimentações terceirizadas via licitação, como a rua Sempre Viva, bairro Penha, pela empresa Branger. Nesta sexta (27) houve a colocação da camada definitiva de asfalto. Neste sábado (28), no local, havia serviços de compactação do asfalto quente, plantio e irrigação de grama nos canteiros laterais acima das calçadas de paver, dotadas de inclinação para acessibilidade por cadeiras de rodas e guias centrais para locomoção de deficientes visuais com bengala. Na próxima semana haverá a finalização da obra, com implantação da sinalização horizontal e vertical de trânsito.

As obras compreendem drenagem pluvial, pavimentação, passeios públicos (calçadas), implantação de meios-fios e sinalização. O custo é de R$ 356 mil, de emenda parlamentar da deputada federal Carmen Zanotto e de contrapartida da prefeitura. Ainda nesta sexta-feira (27), equipe de serviços manuais de implantação de meios-fios, da Secretaria de Obras, esteve na rua Vera Cruz, Guarujá, para na próxima semana receber asfaltamento, pela prefeitura.

Está em obras também a rua Archilau Batista do Amaral, Universitário, próximo ao Ginásio Jones Minosso, passando por drenagem pluvial, implantação de rede de esgoto, calçadas, pavimentação e pintura da sinalização horizontal de trânsito sobre as pistas de rolamento, com investimentos de R$ 1,4 milhão do Governo do Estado, e parceria do Município. Parte das obras é executada pela empresa CCL e a outra pelo Município.

Além disto, a Secretaria atua no Complexo Ponte Grande, com a concretagem da ponte de acesso ao condomínio na rua Marechal Olímpio da Cunha, bairro Várzea, onde estão as 200 casas que irão abrigar as famílias realocadas das regiões das obras de saneamento, viária e de urbanização. A Secretaria também atua em relação à pavimentação asfáltica do próprio acesso.

Em novembro de 2017 foi inaugurada uma das mais belas avenidas de Lages, a Nossa Senhora da Penha, com recursos do Governo do Estado e contrapartida do Município (R$ 1.694.106,50) aplicados na obra, executada pela CCL. Houve terraplanagem, drenagem, implantação de rede de saneamento básico, pavimentação, implantação de meios-fios, calçadas laterais com acessibilidade para cadeirantes, guias para deficientes visuais conforme os padrões técnicos e canteiros gramados e arborizados, garantindo modernidade e funcionalidade à via.

Divisão de investimentos

O Município é responsável pelo andamento do programa de pavimentação de 76 ruas e mais a revitalização de 20 avenidas em Lages, em execução, além do programa de participação da comunidade, o Minha Rua, e manteve o PaviLages, iniciativa antiga que está vigente. “São dois programas de pavimentação solidária e para este ano iremos aumentar bem a quantidade de ruas a deixarem de ser de terra e que passarão a ser de asfalto, transformando a realidade dos cidadãos. O Minha Rua é um programa atual criado no ano passado nesta administração, em que os custos da pavimentação são divididos em três terços: O morador do lado direito, o morador do lado esquerdo e a prefeitura. O deslocamento melhora, assim como a qualidade de vida”, salienta Claiton Bortoluzzi. Em 2017 foram pavimentadas 25 ruas em Lages. Para saber mais sobre os programas basta entrar em contato pelos números 3225-3111 ou 3224-0033.

Fotos: Daniele Mendes de Melo