Servidora da comarca de Lages ajuda na confecção de EPIs para profissionais da saúde

Uma servidora da comarca de Lages resolveu aproveitar a flexibilidade trazida pelo trabalho em home office para agregar outro valor ao seu cotidiano: a solidariedade. Ela se uniu a um grupo de costureiras voluntárias da cidade para fazer máscaras e aventais para doar aos funcionários dos hospitais e unidades de saúde.

“A pandemia tem algo mais a nos ensinar. Precisamos nos cuidar e cuidar dos nossos, mas também sair da nossa zona de conforto, enquanto está tudo bem, e auxiliar de alguma forma. Sabemos da precariedade do nosso sistema de saúde. Certamente, esses profissionais que estão expondo suas vidas para salvar outras merecem o mínimo de condições para trabalhar”, diz a servidora, que prefere não se identificar.

Ela e as outras costureiras recebem as peças cortadas, fecham as laterais e colocam elásticos nas mangas. Só esse grupo já confeccionou e entregou cerca de 3,2 mil aventais de TNT. As doações desse material chegaram a dois mil rolos. As peças também são confeccionadas pela indústria têxtil local. No caso da servidora, o trabalho de casa deu condições de conciliar as atividades. “Em home office, somos chamados em todos os momentos, mas também é possível administrar os horários para costurar e atender as demandas. Computador e máquina de costura são meus parceiros diários.”

Em Lages, aliás, o sentimento de solidariedade cresce cada vez mais na sociedade. Empresas, instituições, entidades e centenas de cidadãos anônimos têm feito a sua parte no combate à pandemia. Campanhas são realizadas para comprar, recuperar e manter aparelhos ou possibilitar a confecção de equipamentos de proteção individual (EPIs) para os profissionais que estão na linha de frente na luta contra o coronavírus na Serra catarinense.

Além dos EPIs, por meio das campanhas foram recuperados 36 respiradores que estavam sem uso nas secretarias de saúde da região e investidos em desenvolvimento por universidades de Lages e São Paulo. Quem quiser ajudar de alguma forma pode entrar em contato com os hospitais, centro espírita Operário da Caridade ou sede da Fiesc, pelo telefone (49) 3224-5460.

Taina Borges – NCI/TJSC – comarca de Lages

Achou essa matéria interessante? Compartilhe!