Integrantes de organizações criminosas são condenados a mais de 200 anos de reclusão

O juízo da comarca de Bom Retiro, na Serra Catarinense, condenou 19 réus a 217 anos reclusão pelos crimes de organização criminosa e tráfico de drogas. As penas foram aumentadas por conta do uso de arma de fogo, conexão com outra organização criminosa e utilização de adolescentes para o cometimento dos crimes. Os acusados integram duas organizações criminosas rivais que disputam o tráfico de entorpecentes na cidade. Todos eles estão presos desde agosto de 2019 na operação Strike.

Esse é um dos processos mais complexos em tramitação na unidade judicial pela quantidade de pessoas envolvidas. Na fase de instrução e julgamento, feita em 15 dias, 400 testemunhas prestaram depoimento – oito de acusação e as demais de defesa. O juiz Edison Alvanir Anjos de Oliveira Junior também interrogou 53 réus.

Depois de apresentadas as alegações finais, o processo foi divido para prolação da sentença. Somente o documento desse primeiro grupo de denunciados somou quase 600 páginas. Ao todo, a ação tem cerca de 11 mil páginas. Os homens e mulheres condenados não poderão recorrer da decisão em liberdade.

NCI/TJSC – Serra e Meio-Oeste 

Achou essa matéria interessante? Compartilhe!