Justiça de Bom Retiro condena homem que tentou matar a ex-companheira asfixiada

Um homem foi condenado a 11 anos de reclusão pela tentativa de matar a ex-companheira por esganadura, em Bom Retiro, e por descumprir medida protetiva. O homicídio na forma tentada foi qualificado por femicídio e pelo emprego de asfixia. A sessão do Tribunal do Júri, ocorrida nesta quinta-feira (12/11), foi presidida pelo juiz Edison Alvanir Anjos de Oliveira Júnior.

 O crime ocorreu em agosto de 2019. Pela denúncia do Ministério Público, o homicídio não se consumou porque o acusado foi impedido pelo filho do casal. Eles estavam separados fazia um ano, e a vítima tinha medidas protetivas em seu favor. A mulher teria se negado a conversar com o ex-companheiro e por esse motivo ele a pegou pelo pescoço e começou a esganar.

 O cumprimento inicial da pena será em regime fechado. Ele está recolhido no presídio Regional de Lages desde a época do fato e não tem o direito de recorrer da decisão em liberdade.  

NCI/TJSC

Achou essa matéria interessante? Compartilhe!