Pena de 24 anos para réu que matou ex-mulher em Santa Cecília. Filho assistiu crime

Em sessão do Tribunal do Júri na comarca de Santa Cecília, no planalto catarinense, um homem foi condenado a 24 anos de reclusão por feminicídio, em regime fechado. O crime, praticado na frente do filho do réu e da vítima, foi qualificado pelo motivo fútil, pelo recurso que dificultou a defesa da vítima e pelo meio cruel. A sentença do juiz Gabriel Marcon Dalponte determina, ainda, que o condenado pague R$ 15 mil à criança pelos danos morais sofridos.

O feminicídio ocorreu em maio de 2020. De acordo com a denúncia do Ministério Público, o homem, na época com 45 anos de idade, foi até a residência da ex-companheira, em uma pequena cidade da região, armado com um facão de cerca de 30 centímetros.

Na presença do filho, desferiu dois golpes no pescoço e um na região do tórax. Eles haviam terminado o relacionamento havia um mês. Inconformado com a separação, tirou a vida da mulher sem que ela pudesse se defender da agressão.

Preso preventivamente no Presídio Regional de Caçador, mesmo com a possibilidade de recorrer da decisão, o réu teve negado o direito de recorrer em liberdade.  A prisão do condenado se tornou imprescindível para a garantia da ordem pública e paz social do município com população inferior a 10 mil habitantes, afetada pela gravidade da conduta do réu. ( Autos nº 5001421-25.2020.8.24.0056).

NCI/TJSC – Serra e Meio-Oestes 

Achou essa matéria interessante? Compartilhe!