Júri condena homem que errou ao atirar em desafeto e atingiu criança em Lages

Um homem foi condenado a quatro anos de reclusão por tentativa de homicídio qualificado, em sessão do Tribunal do Júri na comarca de Lages. Em 2013, o réu atirou várias vezes em direção a um homem com quem tinha discutido, mas acabou atingindo uma criança de oito anos de idade na época do fato.

Conforme a denúncia, os dois homens tiveram um desentendimento. O réu saiu da residência, localizada no bairro Várzea, ameaçando voltar armado. Uma hora e meia depois, de fato, ele retornou com um revólver e desferiu inúmeros disparos em direção ao desafeto. Nenhum acertou o rapaz. Por erro na execução, um dos tiros atingiu uma criança, que foi socorrida e levada ao hospital para retirada do projétil. O garoto sobreviveu.

A tentativa de homicídio foi qualificada pelo meio que possa resultar perigo comum. Com os disparos, o homem colocou em risco a vida de várias pessoas que estavam no local. O acusado foi condenado a pena de quatro anos, em regime aberto, uma vez que não houve perigo de vida, conforme atestou o expert no laudo pericial. Ele poderá recorrer da decisão em liberdade. (0009355-83.2014.8.24.0039)

Outros julgamentos

No dia 11 de novembro, um homem será julgado pelos crimes de tentativa de homicídio qualificado, porte ilegal de arma de fogo e organização criminosa, ocorridos em fevereiro de 2020, no bairro Caroba, em Lages. Em 18 de novembro, a sessão do Tribunal do Júri será momento de julgar um réu denunciado por porte ilegal de arma de fogo e tentativa de homicídio qualificado, praticados em julho de 2020, no bairro Pisani. Outra tentativa de homicídio será julgada no dia 25 de novembro. O réu desferiu três golpes de faca na vítima, no município de Painel, em fevereiro do ano passado. O crime é qualificado pelo motivo fútil e recurso que dificultou a defesa do ofendido.

NCI/TJSC

Achou essa matéria interessante? Compartilhe!