//Integrantes do PGC são condenados pela morte do Pequeno Mestre

Integrantes do PGC são condenados pela morte do Pequeno Mestre

Faltava alguns minutos para meia noite de quinta-feira(08), quando o capa preta Dr. Geraldo Correa Bastos, juiz de direito, anunciou a sentença de cada meliante.


Valmir, pegou 18 anos, Sergio e Renan 12 anos cada um, em regime fechado. O julgamento teve início por volta das 10hs no plenário do Fórum Nereu Ramos, em Lages. Valmir Floriani de Lima, o tio Gera, detentor do cargo hierárquico mais alto da facção; Renan Augusto Dutra, o Gibi, e Sergio Luiz dos Santos da Silva, conhecido como Smigou ou Dedinho, integrantes da organização criminosa Primeiro Grupo Catarinense (PGC). São acusados da morte de Alex Oliveira Correa, vulgo Pequeno Mestre, por motivo torpe. O fato ocorreu no dia 23 de dezembro de 2016. A mando de Valmir, Renan e Sergio teriam matado Alex com um tiro por conta de disputa por ponto de venda de drogas no bairro Morro do Posto, em Lages. Pequeno Mestre, não era flor que se cheirasse, possuía diversas passagens, tráfico, furto e tentativa de homicídio, em qualquer briga que ele tivesse envolvido passava a faca nos desafetos. Um forte esquema de segurança foi montado, pelos agentes do DEAP e Polícia Militar.