Bandidão de Caxias do Sul procurado pela justiça é preso em Lages


Um indivíduo de alta periculosidade, procurado pela justiça de Caxias do Sul, pelo crime de homicídio, e por ser integrante de uma facção, foi preso pela Polícia Militar, por volta das 13h12min de terça-feira, 30, na Rua Heitor Villa Lobos, bairro São Francisco em Lages. O P2 , tomou conhecimento do paradeiro do elemento, e após monitoramento, flagrou Peterson Pereira, de 29 anos, entregando drogas à um usuário, quando a guarnição composta pelos soldados Tristão e Karla, foram dar o bote nos elementos, o usuário fugiu. Peterson, não teve a mesma chance, e acabou recebendo um par de algemas. O meliante possuía três baseados do “Demo”, e R$ 24reais. Foi consultado o nome dele, qual possuía dois mandados de prisão ativos pelo crime de homicídio qualificado. De camburão foi encaminhado à delegacia de Polícia.

Polícia Civil divulga procurados por assassinatos em Caxias do Sul

A Delegacia de Furtos, Roubos, Entorpecentes e Capturas (Defrec), da cidade de Caxias do Sul RS, divulgou no último dia 24, fotos de três safados procurados por envolvimento em mortes violentas. A intenção é que a população possa ajudar, e denunciar o paradeiro dos procurados pelos telefones (54) 3238-7728 ou 190.
O serviço reservado da PM de Lages, ao tomar conhecimento, descobriu o paradeiro de Peterson Pereira, 28 anos, também fazia parte do bando de Robson Luiz Fiorentina Neto e Cristiana Aparecida Moraes Martins. O foragido possuí dois mandados de prisão contra si, sendo o mais antigo expedido em 11 de fevereiro de 2016 referente a uma tentativa de homicídio qualificado, que está com júri marcado para o dia 2 de março. Conforme a denúncia do Ministério Público (MP), no dia 12 de setembro de 2015, Pereira, Glaucemir Jorge Soares, o Camelo, e Tiago Moraes Maciel, o Sal, acompanhados do adolescente João Vitor Santos da Silva, o Vitinho, tentaram matar Luciano da Silva de Godoi, o Lucianinho, no bairro Euzébio Beltrão de Queiróz. Na ocasião, os quatro investigados estavam na Rua Henrique Cia e, ao avistarem Godoi, realizaram diversos disparos de arma de fogo. Godoi conseguiu correr do ataque, mas foi atingido por tiros no ombro e punho direito e necessitou de atendimento médico. A denúncia destaca que o ataque colocou em perigo um número indeterminado de pessoas que moram no bairro. Como João Vitor era adolescente, os três adultos também foram denunciados por corrupção de menores. Cinco meses após o ataque, o adolescente, então com 15 anos, foi assassinado com um tiro na cabeça na mesma Rua Henrique Cia. O principal investigado por esta execução é o próprio Godoi, que já havia tentado matar o rapaz em outras duas oportunidades.

Jovem é acusado de matar o pai no Bom Pastor

Kelvin Canofre Maciel Foto: Polícia Civil / Divulgação

Procurado possui uma pena total de 26 anos e sete meses

Edson Giovani Macedo Moreira, o Ranho Foto: Divulgação

Achou essa matéria interessante? Compartilhe!

Deixe um comentário