PMRv alerta sobre aumento de acidentes morte e motoristas embriagados

Dos acidentes de trânsito com vítimas fatais, com resultado morte, registrados no período de 01 de janeiro a 31 de agosto de 2020, nas rodovias estaduais da região serrana, 80 % tiveram a embriaguez ao volante como provável causa.


No mesmo período do ano de 2019, a PMRv flagrou nas fiscalizações de rotina 14 motoristas dirigindo sob efeito de álcool, enquanto que neste ano, até o momento, foram flagrados 160 motoristas embriagados. Um assustador aumento de mais de 1000 %.
São números que preocupam, pois a embriaguez ao volante está entre as principais causas de acidentes graves, ao lado do excesso de velocidade e ultrapassagens indevidas, ressalta o Capitão PM Álvaro Josué Moras Paes, comandante do policiamento rodoviário da região serrana.
Diante desse cenário, a Polícia Militar Rodoviária alerta quanto aos riscos de dirigir depois de ter ingerido bebidas alcoólicas, pois o álcool, substância psicoativa, pode alterar as percepções e comportamentos, aumentar a agressividade e diminuir a atenção, prejudicando a aptidão do condutor e tornando a direção veicular insegura.
Convém destacar também que, de acordo com o CTB – Código de Trânsito Brasileiro, o condutor que conduz um veículo embriagado pode ser multado em R$ 2.934,70, valor que dobra se o motorista for flagrado novamente num prazo de um ano. Além do que terá seu direito de dirigir suspenso por 12 meses, inclusive pode ter o veículo recolhido, caso não se apresente condutor habilitado e em condições de dirigir.
Nas situações mais graves, em que o agente de trânsito identifica capacidade psicomotora alterada, além da infração de trânsito, fica tipificado crime de trânsito, podendo o condutor ser preso, com pena de detenção de seis meses a três anos, com suspensão ou proibição de se obter a habilitação para dirigir veículo automotor.
A julgar pelos trágicos resultados acima elencados, e que diariamente são noticiados nos diversos meios de comunicação, é fato incontroverso que álcool e volante definitivamente não combinam. Dessa forma, a recomendação é sempre a mesma, se você for dirigir, não beba.
Fonte: 1ª Companhia de Polícia Militar Rodoviária – Painel/SC.

Achou essa matéria interessante? Compartilhe!