Familiares interrompem velório e chamam Polícia

O fato ocorreu no final da manhã deste domingo(08), quando familiares de Marcelo de Jesus, de 33 anos, que faleceu na tarde do último sábado(07), avistaram algo diferente em seu corpo.
Segundo familiares, no sábado, Marcelo foi trazido até a sua casa por um indivíduo num carrinho de mão, meio malecho, de acordo com esse cidadão Marcelo tinha sofrido uma convulsão no interior do bar, e teria caído ao chão se batendo, mas horas depois veio a óbito,em residência .

Por ser uma família carente, foi acionado o serviço funerário da Prefeitura, que prontamente compareceu ao local, para auxiliar a família. Porém, eles não fazem serviço de tanatopraxia, qual é o procedimento que consiste na preparação de um cadáver para o velório ou funeral, assim o corpo não sofrerá, pelo tempo solicitado pelos familiares. Neste domingo, começou a vazar sangue pelos ouvidos do cadáver, por isso a importância de contratar um serviço funerário, para evitar esse tipo de situação. Os familiares, foram fazer a limpeza e perceberam que ele tinha um lesão forte na nuca. Diante disso a Polícia Militar e Polícia Civil, foram acionadas, e o velório foi interrompido. O IGP removeu o corpo, e fez a necropsia. Sangue foi coletado para exame, porém a lesão era apenas um aranhão leve. O corpo foi entregue aos familiares para realizar o sepultamento. Para os familiares, Marcelo foi agredido em um bar nas imediações. A Polícia Civil, vai investigar o caso.

Achou essa matéria interessante? Compartilhe!