15 dias após o feminicídio no Centro de Lages, autor do crime segue foragido

Depois de 15 dias do assassinato da jovem Ana Júlia dos Santos Floriano, de 19 anos, o autor do crime brutal, o ex-namorado da vítima, Lucas de Oliveira, de 32 anos, segue foragido. O feminicídio ocorreu no último dia 16 de junho, no apartamento onde a jovem residia, na Rua Frei Rogério, no Centro de Lages. A jovem estava grávida de dois meses.

Conforme a Delegacia de Polícia de Proteção à Criança, ao Adolescente, à Mulher e ao Idoso (DPCAMI), um inquérito policial foi instaurado logo após o crime. Testemunhas próximas à vítima e ao autor já foram ouvidas. As investigações prosseguem com o intuito de localizar o autor e esclarecer o crime.

O feminicídio bárbaro chocou a população e gerou comoção na cidade. No último sábado (26), familiares e amigos da vítima fizeram uma manifestação para cobrar justiça. Trajando camisetas com a foto de Ana Júlia estampada, portando cartazes, balões e faixas, os manifestantes caminharam por ruas do Centro da cidade.

A motivação do crime teria sido o fato de o ex-namorado de Ana Júlia não ter aceitado o fim do relacionamento entre ele e a vítima. A mulher estava grávida e, segundo a polícia, foi morta com três tiros. O crime teria acontecido após uma discussão do casal. O autor fugiu logo após os disparos.

A DPCAMI afirma que está trabalhando incansavelmente para esclarecer o crime. O órgão pede ajuda da população para localizar o autor do crime. Denúncias podem ser feitas anonimamente pelo Disque 181 ou pelo WhatsApp 048 9 8844-0011 da Polícia Civil.

Achou essa matéria interessante? Compartilhe!