//Serviços de desassoreamento e limpeza do córrego no bairro Passo Fundo beneficia 200 famílias

Serviços de desassoreamento e limpeza do córrego no bairro Passo Fundo beneficia 200 famílias


“A limpeza é espetacular. Sugiro que seja incrementado o número de lixeiras aqui, contribuindo para que a população jogue no lugar certo”, José Alaor Pires

A Defesa Civil de Lages já executou a limpeza dos córregos que passam pelos bairros São Sebastião e Bates. Atualmente os serviços de limpeza estão voltados ao córrego do bairro Passo Fundo, mais precisamente na rua Sebastião de Camargo. Uma retroescavadeira e dois caminhões basculantes terceirizados estão sendo utilizados nos serviços. Concluídas nesta região, as atividades passam a ser oferecidas em outro local, uma vez que o novo levantamento de demanda e tipo de córrego delimitará o cronograma de manutenção. Os resíduos suprimidos são transportados para espaço com licenciamento ambiental.

Os serviços são a limpeza, retirada de sedimentos acumulados no fundo, recolhimento de lixo infelizmente jogado pela própria comunidade e desobstrução, devolvendo ao córrego o seu leito normal com o propósito de vazão satisfatória da água. Os trabalhadores são surpreendidos com materiais inusitados dentro do córrego, como roupas, pneu, balde, aparelho de televisão, além dos materiais de costume (papéis e garrafas pet). “São ações emergenciais que devem sim amenizar os efeitos das chuvas. A operação vai passar por outras áreas e estamos certos da compreensão das pessoas”, adianta o prefeito Antonio Ceron, em visita ao bairro na tarde desta quarta-feira (13 de março), enquanto o presidente da Associação de Moradores, Edson Branco, opina: “Esta medida é excelente. Estávamos mesmo precisando disto, ainda mais neste período de chuvas pelo qual estamos passando. Depois vamos fazer uma reunião com a comunidade para alertar sobre seus deveres de cuidar do meio ambiente. Turistas passam por aqui na época da Festa do Pinhão, que está próxima, e fica melhor se tivermos um bairro mais agradável, bem organizado e limpo.” No Passo Fundo moram em torno de 400 famílias, sendo que em 2017 cerca de 200 foram afetadas pelas inundações.

A vegetação rasteira nas laterais do córrego segura o talude, mas cresce rapidamente e não serve como mata ciliar, ao contrário das árvores, filtrando a água e impedindo que detritos e terra desçam em direção ao rio, atrapalhando o curso. Placas educativas serão colocadas nestes endereços para evitar o depósito proibido de lixo. Toda a operação é supervisionada pela engenheira ambiental da Defesa Civil, Roberta Machado.

Os trabalhos de desassoreamento começaram no dia 6 de março e têm o objetivo de prevenir transbordamentos em dias de chuvas torrenciais, afetando a população com enxurradas e invasão das águas em residências e estabelecimentos comerciais. O desassoreamento será prolongado pelos próximos 30 dias. “Orientamos os habitantes para que cuidem das margens dos rios e córregos em si. Não jogar lixo dentro destes locais é uma manifestação de consciência individual e coletiva. O acúmulo de resíduos causa transtorno às pessoas e à prefeitura. Há problemas que devem ser evitados. A manutenção será feita pela Defesa Civil, contudo, hábitos positivos diários podem tornar a qualidade de vida melhor nas moradias ribeirinhas”, analisa o secretário executivo, Jean Felipe de Souza.

O morador José Alaor Pires acompanhou o serviço feito bem em frente à casa onde moram a filha e três netos. O aposentado aprovou a forma como foi feito. “A limpeza é espetacular. Sugiro que seja incrementado o número de lixeiras aqui, contribuindo para que a população jogue no lugar certo.” A Defesa Civil já havia desenvolvido este desassoreamento às margens do rio Carahá. E nos córregos espalhados pela cidade já havia sido feito pela Secretaria de Planejamento e Obras.

Relatório prévio

Em um relatório elaborado pela Defesa Civil municipal estão elencados os principais córregos do município de Lages, cujo intuito foi a coleta de dados, informações e características sobre suas condições. No final de fevereiro, o secretário executivo esteve nos bairros Guarujá, Bates, São Sebastião, Dom Daniel, Tributo, São Carlos, Passo Fundo e Sagrado Coração de Jesus em contato com moradores avaliando os trechos dos córregos que teriam acesso do maquinário sem prejuízos ou riscos aos habitantes. Nos trechos onde a inserção da máquina estrague a vegetação este método não será aplicado.

Enchente é diferente de inundação e alagamento

Facilmente confundidos, os termos enchente, inundação e alagamento precisam ser distinguidos para melhor compreensão. Enchente ou cheia é o aumento temporário do nível da água no canal de drenagem, atingindo a cota máxima do canal, porém, sem transbordamento. Este fenômeno não deve atingir nenhuma edificação, pois o canal do rio deve se manter preservado, sem ocupação.

Já inundação significa o transbordamento das águas de um canal de drenagem, atingindo áreas marginais, como edificações e ruas. Por fim, o alagamento é o acúmulo de água nas ruas e nos perímetros urbanos, por problemas de drenagem.

Mutirão de serviços em abril no Passo Fundo

A comunidade do Passo Fundo foi a primeira a reivindicar que sedie a segunda edição do conjunto de serviços a serem oferecidos pela prefeitura em uma semana intensa nos bairros. A estreia ficará por conta dos bairros e loteamentos da região Sul entre 25 e 30 de março (segunda a sábado) – Santa Catarina, Araucária, Santa Clara, Novo Milênio, Maria Angélica, Preá, Santo Antônio, São Luiz e Centenário, com o Caic Nossa Senhora dos Prazeres como centro de apoio aos servidores do Município.

Haverá patrolamento de ruas, operação tapa-buracos, Balcão Cidadão, doação de mudas de árvores frutíferas e nativas, cursos, oficinas, participação do Programa Lages Melhor, esporte e lazer, entre outros. Na próxima segunda-feira (18) haverá uma reunião de colegiado para alinhar os detalhes.

Prefeito no bairro

O presidente da Associação de Moradores, Edson Branco, aproveitou a presença do prefeito e com ele percorreu algumas ruas do bairro. Solicitações foram feitas, como desobstrução de bocas de lobo e bueiros, reforma de pontes de madeira e concreto, e auxílio na implantação de uma área de lazer com parque infantil e Academia da Melhor Idade (AMI), sendo que a área já está disponível no bairro. Depois dos campos de futebol dos bairros Vila Maria e São Carlos, está na fila para ser revitalizado pela prefeitura o do Passo Fundo.