//Educação procura artistas voluntários para revitalizar espaços públicos

Educação procura artistas voluntários para revitalizar espaços públicos


A ação tem como objetivo formar um coletivo de artistas sem fins lucrativos para revitalizar unidades escolares, utilizando a linguagem das artes visuais, tendo como expressão artística o grafite

Qual pai ou mãe não gostaria de deixar seu filho em uma escola bonita, colorida e com alto astral? E a garotada então, adoraria um toque de modernidade no seu ambiente escolar. Com esta ideia, a Prefeitura de Lages, através do setor de artes da Secretaria da Educação, lançou uma campanha em busca de artistas e grafiteiros que queiram dar uma ajudinha neste propósito.

A ação tem como objetivo formar um coletivo de artistas sem fins lucrativos para revitalizar espaços públicos, utilizando a linguagem das artes visuais, tendo como expressão artística o grafite.

De acordo com a coordenadora do setor, Ana Paula Vieira, assim que a ideia foi lançada nas redes sociais, alguns artistas locais manifestaram interesse em fazer parte deste projeto. O trabalho será todo voluntário, com objetivo de divulgar a ação dos artistas. A previsão é de que seja possível começar no início do mês que vem.

Serão revitalizadas algumas unidades escolares da rede municipal de ensino, e também outros espaços educacionais que tenham paredes ou muros que possam ser grafitados, levando mais cor e arte para estes ambientes. Nos Centros de Educação Infantil Municipais (CEIMs) as pinturas lúdicas darão asas à imaginação das crianças. “Os grafites terão como tema principal arte e educação, nos casos dos Ceims. Com certeza os pequenos irão adorar”, diz Ana Paula.

Os primeiros a serem revitalizados serão o CEIM Tia Bira, no bairro Centenário, e o CEIM Aristides de Oliveira Campolin, no Morro Grande. “Sempre que ia até a Secretaria da Educação, via aquelas paredes desenhadas e coloridas, achava muito lindo e sonhava em um dia conseguir algo parecido aqui no CEIM. Está sendo um sonho realizado”, conta a diretora do CEIM Tira Bira, Heloisa Aparecida Souza.

E no CEIM Aristides, a revitalização foi uma grata surpresa para a comunidade escolar. Recentemente uma das paredes foi pintada com uma “tinta lousa”, que dá a oportunidade aos pequenos alunos soltarem a imaginação e desenharem nas paredes, sem medo de levar bronca. “É muito importante para o desenvolvimento deles, estarem inseridos no lúdico, e os desenhos contribuem muito com essa fase”, comenta a auxiliar de direção, Márcia Regina Arruda de Souza Chaves. Depois será a vez dos CEIMs localizados na antiga Slan, na avenida 1° de Maio, e no Centro de Educação André Luiz, no Conta Dinheiro.