//Como o prefeito Antônio Ceron enfrentou a crise?

Como o prefeito Antônio Ceron enfrentou a crise?

L


Mesmo tendo recebido uma prefeitura com dívidas, inchaço administrativo, o prefeito de Lages soube dar a volta por cima e hoje governa em ritmo acelerado visando o futuro do município.

Não é difícil ver e assistir as atitudes de pessoas com comportamentos negativos e as ações de quem é adversário político. Todo cidadão tem direito de ser um opositor. Mesmo depois das eleições quem fez oposição, continuará sendo adversário político. É óbvio! Entretanto, um opositor coerente tem ser honesto consigo mesmo; e, inclusive com os seus semelhantes. É preciso saber distinguir realidades com fantasias. Principalmente quando o futuro do terra natal está em jogo. Assim que, faz-se necessário que antes de criticar ferreamente um gestor municipal adversário político,  é preciso procurar saber por qual motivo sua administração está enfrentando dificuldades de deslanchar. No caso de Lages, por exemplo. Você que vive pelas esquinas criticando a administração municipal do prefeito Antônio Ceron, PSD, sabe por acaso como ele recebeu a Prefeitura Municipal de Lages?

Herança maldita

Ainda mais!  Você que sente-se bem em criticar a todos os quadrantes de Lages sobre a administração do prefeito Ceron, dizendo besteiras de todas as magnitudes, já parou para pensar o que herdou o prefeito da administração anterior? Pois bem, saiba que ele recebeu dívidas vencidas, por vencer a curto prazo e a longo prazo. E quem deve tem que pagar. Sabia disso opositor? E não era apenas isso. O prefeito anterior tinha, por determinação do Ministério Público o dever de ter demitido centenas de funcionários contratados e comissionados. Não o fez. Conseguiu postergar. Ao prefeito eleito Antônio Ceron, ao iniciar sua gestão, não teve outra saída, a demissão desses servidores era a única saída para enxugar a máquina administrativa, cuja Folha de Pagamento já se aproximava do limite determinado pela Lei de Responsabilidade Fiscal. Foi uma atitude de um cidadão honesto, coerente. E como prefeito, uma ação hábil, de muita competência e coragem. Ele agiu prevendo no futuro do município como um todo,  e não em popularidade. Politicagem fazem os incompetentes e desonestos.

Competência e sabedoria

Os cidadãos honestos, até alguns opositores, dizem que, mesmo que a atual administração nada realizasse aos olhos de quem sonha com obras faraônicas, muito já fez, em termos de enxugamento da máquina administrativa. O prefeito Ceron, enfrentou na história política de Lages, a maior crise econômica e política de todos os tempos. Os reflexos dos acontecimentos de Brasília se refletiram para todos os Estados e municípios brasileiros. Lages, não ficou fora desse mal que contaminou todas as atividades. Mesmo assim, Ceron enfrentou com firmeza e sabedoria e está concluindo vários projetos de administrações anteriores. Assim é a revitalização do Mercado Municipal e do centro de Lages. A reforma do Terminal Dom Honoratto Piazera. A conclusão da UPA nas proximidades da Rodoviária. As ampliações de creches e escolas que poderão ser zeradas as faltas de vagas até no final de sua administração. As novas indústrias que já estão gerando empregos e rendas ao município. E até ao final da sua administração uma dúzia de novas obras com certeza marcarão época na história política de Lages. Portanto, você que acha fácil criticar, soube agora como é difícil administrar quando se herda uma Prefeitura repleta de problemas administrativos e financeiros. Tem que ter competência para saber sair do labirinto com sabedoria.