Atlético Paranaense vislumbra Lages para seus projetos sociais esportivos

Maior cidade da região serrana chamou a atenção do clube por seus feitos no segmento do esporte e pelo respeito à formação de base

O município de Lages está vivenciando momentos ímpares no panorama esportivo. O êxito da 57ª edição dos Jogos Abertos de Santa Catarina (Jasc), as conquistas em âmbito nacional, pelas Leoas da Serra no futebol de salão, o estímulo ao Inter no gramado, e as semi e finais da Copa Brasil de Voleibol Feminino elevam o nome do município estadual e nacionalmente, atraindo os holofotes de clubes para alinhavar parcerias. Na manhã desta quinta-feira (18), o prefeito em exercício, Juliano Polese, recebeu em gabinete o embaixador do clube de futebol Atlético Paranaense, Nelson Kuroki, com base em Curitibanos.Junto ao Executivo municipal, o especialista manifestou o interesse do clube ao perceber um grande potencial para o desenvolvimento dos projetos sociais executados pelo Atlético a crianças e adolescentes. A proposta é oportunizar metodologias, treinamentos e capacitação de profissionais. “A população está prestigiando nossos eventos esportivos. É nítido o envolvimento da comunidade e sua empolgação nas arquibancadas das quadras e gramados. O esporte pode não formar atletas de resultado, mas cidadãos de bem, com perspectiva de um futuro promissor. Ensina princípios e principalmente, disciplina, fator primordial para uma vida digna. Nossa prioridade é trabalhar a base. O Município está à disposição e tem interesse. Continuaremos as conversações e nos reuniremos com profissionais técnicos de outras pastas para tratar do assunto. Nossa expectativa é que tenhamos boas notícias em breve”, adianta Juliano Polese.O superintendente da Fundação Municipal de Esportes (FME), Nilson Cruz, analisa as habilidades de Lages em atuar na formação de base. “A visão do Atlético condiz à da administração, com foco na base e na formação de princípios e amadurecimento no passar do tempo para que, quem sabe, tenhamos atletas de alto rendimento e de ponta. Temos ótimas referências de trabalhos que estão dando certo, Leoas da Serra; HandLages, campeão nacional e dos Jogos Escolares; basquete, uma história perto de 40 anos, reativada há cinco anos com as crianças, e o voleibol. Estes quatro projetos envolvem no mínimo 1.200 pessoas, além de outras modalidades, como o xadrez. A parceria com o Atlético vai ser boa tanto para o município quanto para o clube, pois visamos o início e meio, a construção de um cidadão. O clube está vindo para agregar”, frisa Nilson Cruz.Paralelamente ao aprendizado no esporte, profissionais do futebol e de educação física poderão ter a chance de compartilhar orientações de “craques” gabaritados. “Os projetos já em prática em Lages vêm ao encontro do que o Atlético busca. É possível colocar em funcionamento projetos mais ousados no município, a exemplo de uma base do time. Esta foi uma visita de primeiro contato, com início das tratativas, e posteriormente iremos casar os objetivos”, pontua Kuroki. Está em iniciação, pelo clube, o projeto na área de futsal denominado “Escola Furacão”, por se entender ser de fundamental relevância na fase de transição para o campo.O clube paranaense já desenvolve aproximadamente 150 projetos no Brasil. Em Santa Catarina são oito núcleos – Treze Tílias, Porto União, Videira, Blumenau, Brusque, Rio d’Oeste, Indaial e Tijucas, movimentando em torno de 800 atletas crianças e adolescentes nos naipes masculino e feminino, entre cinco e 13 anos, com chance de expansão até os 17.São dois projetos distintos. Um deles é comercial, com escolinhas de futebol, em que há pagamento de franquia para o clube, mensalidade e repasse de uniforme com custo, e o social, sem cobrança de mensalidade do atleta, e em parceria com as prefeituras e demais parceiros e patrocinadores são fornecidos uniforme, material de treino e capital humano para ensino. Além disto, como contrapartida, há a oportunidade de uma visita anual ao estádio do Furacão, a Arena da Baixada, em Curitiba, com direito a assistir a uma partida e abertura do Centro de Treinamento (C.T.) para capacitação de profissionais. Kuroki convidou os membros do Executivo a conhecer a estrutura do clube em Curitiba, uma referência nacional e sulamericana.O diretor de Serviços Públicos e empresário, José Luiz Zanoni, intermediou os contatos e acompanhou o encontro. “Nós nos conhecemos há cerca de 1,5 ano através de alguns projetos sociais. Lages conta com uma estrutura física muito boa e é a maior cidade da Serra. A parceria é extremamente positiva e pode render grandes frutos a nossa garotada.”

Achou essa matéria interessante? Compartilhe!

Deixe um comentário