//Ex-vereador Marião inconformado com os resultados da CPI da Infelicidade

Ex-vereador Marião inconformado com os resultados da CPI da Infelicidade

A CPI da Infelicidade continua dando o que falar. Indignado com os resultados, o secretário municipal Mário Hoeller de Souza, o popular “Marião”, numa entrevista concedida a uma emissora local que, “moleque nenhum vai fazer isso comigo e vai sair dando risada. Vamos buscar ressarcimento dos danos que está nos causando”, observou Marião sobre a CPI da Infelicidade, presidida pelo vereador  Jair Júnior

CPI viciada

O secretário municipal do Desenvolvimento Econômico, Mário Hoeller de Souza,  protocolou na Câmara de Vereadores, através de seu advogado, um pedido de revisão na CPI. “Estamos comprovando que Jair Júnior usou de má féEle sabia da situação e forçou para ganhar holofote. Ele é piá novo! Holofote demais ofusca a vista e ele está querendo aparecer demais, colocando pessoas idôneas e sérias, com nenhum tipo de comprovação ou indício de roubo, como ele nos qualificou. Todos sabem que o termo usado por ele significa dizer que eu sou um ladrão culposo (por peculato culposo). Mas, o rapazinho é novo e ele vai aprender ainda” avaliou o secretário municipal. Na continuidade, Marião disse que houve irregularidades no Relatório. “Primeiro nos chama como testemunha e fomos arrolados. Em nenhum momento fomos chamados de acusados. Eu e outros, como o Flavinho, ex-secretário de  Turismo. Da mesma forma acusou Agessander. Então é uma CPI viciada, feita apenas para ele se aparecer, porque quer ser candidato a deputado estadual. Nós temos de ter cuidado porque joga nosso nome na lama e eu tenho toda uma história. Moleque nenhum vai fazer isso comigo e vai sair dando risada. Vamos buscar  ressarcimento dos danos que está nos causando”, disse Mário Hoeller de Souza.

Só encrenca gratuita

Na verdade, as acusações campeiam em todos os sentidos. São discussões no cafezinho da Câmara. Blá-blá aqui e acolá, e assim as horas e os dias passam. Como tudo começou na Gaeco, certamente as investigações feitas por aquela instituição policial será a que vai pesar na balança na hora do vamos ver. A CPI da Infelicidade, com um nome pejorativo que deram a ela, parece que está causando dissabores a meio mundo. Claro que ela tem sua validade. Porém, é como se fosse um Teatro com seus atos e seus personagens. Do conteúdo da peça  denominada CPI da Infelicidade, servirá apenas para que o Gaeco possa basear-se nos depoimentos nada mais que isso. O resto é só encrenca  que poderia ser evitada. Preferiram assim, agora, vamos até o fim.