//Primeira oficina de empregabilidade de 2018 contribui com a qualificação de 20 pessoas

Primeira oficina de empregabilidade de 2018 contribui com a qualificação de 20 pessoas

Capacitações serão quinzenais. Interessados devem entrar em contato com o Banco do Emprego pelo 3224-0600

A lageana Sandra Maria Rodrigues Pires está desempregada há dois anos e voltou para a terra natal depois de 22 anos fora, em Blumenau. Na sua cidade de berço e coração ela corre atrás de vida nova e vai arriscar radicalmente em um ramo bem diferente do que vinha fazendo até então. Ela vai trocar o jaleco branco pelo avental branco e a seringa pelas colheres.

E ao se preparar para enfrentar um mercado de trabalho competitivo e acirrado, ela buscou amparo em uma das linhas de trabalho da Secretaria do Desenvolvimento Econômico e Turismo, em parceria de iniciativa da empresa Help Gestão de Pessoas. Sandra se misturou a outros 19 participantes da oficina de empregabilidade na tarde desta quinta-feira (12) e recebeu noções sobre identificação de competências, marketing pessoal, comportamento, elaboração de currículo e preparação para entrevista de emprego, sem tirar um real do bolso para ser capacitada e ainda levou para casa um certificado comprovando seu aperfeiçoamento, e que poderá constar no seu currículo de agora em diante, um incremento nas suas capacidades.

A técnica de enfermagem fez faculdade de gastronomia na Uniasselvi de Blumenau e agora está focada em uma chance que se encaixe nesta sua paixão de tempos. Com experiência em confeitaria, se especializou numa pós em gastronomia e nutrição. “Eu soube do curso pela minha cunhada, que mora em Criciúma. Vou fazer o cadastro no Banco do Emprego hoje mesmo. Não quero só trabalhar, minha experiência é grande e quero dar mais conhecimento às pessoas, dividir o que sei, mostrar que a terra é boa e dela vem os melhores alimentos. Nos dias de hoje as pessoas consomem comida industrializada e tenho convicção que posso ajudar e ao mesmo tempo me realizar”, adiantou. Ela tem 50 anos, está há quatro meses em Lages depois de duas décadas em Blumenau. Mora no Jardim Panorâmico e voltou para ficar perto da mãe.

O auditório da Secretaria ficou lotado com tantos interessados. Na abertura, ouviram mensagens positivas do secretário Mario Hoeller de Souza (Marião). “Contem conosco e, na medida de nosso papel, compromisso e possibilidades, vamos colaborar para que sejam empregados nas áreas de sua formação e experiência. E nunca esqueçam que toda capacitação é bem-vinda”, relata Mario.

Ao final da oficina os participantes preencheram uma ficha de avaliação do curso, classificando conteúdo, importância dos temas, esclarecimento de dúvidas, interrelacionamento com a instrutora, domínio do assunto pela instrutora, clareza na exposição, ambiente e carga horária, além de espaço descritivo para sugestões e críticas. Periodicamente, estas informações serão tabuladas e disponibilizadas ao Banco do Emprego e ao Programa Qualifica Mais Lages como forma de acompanhamento e diagnóstico do trabalho.

Um compacto em três horas

A capacitação tem duração de três horas e os alunos já saem com certificado. As turmas serão quinzenais e interessados a partir dos 18 anos devem se inscrever no Banco do Emprego, por telefone ou pessoalmente: 3224-0600 ou 3224-0700, ou na rua Sebastião Furtado, 81, Centro, esquina com a rua Benjamin Constant. O público-alvo são pessoas desempregadas cadastradas no Banco do Emprego. “Já deixo o convite para as pessoas nos procurarem e fazer a inscrição. Não tem custo nenhum e é um passo a mais na hora de conquistar uma vaga. Não medimos esforços para ver nossa gente deixando o desemprego e ter renda para sua família, para cursar uma faculdade, abrir a própria empresa, enfim, atingir sua meta de vida”, expressa o gerente do Qualifica Mais Lages, Marcelo Lima.

A voz da experiência

A psicóloga Andréia Agostini, da empresa Help Gestão de Pessoas, foi quem ministrou a qualificação. Experiente na preparação de pessoas há sete anos, Andréia salienta que a atual edição da oficina traz uma reformulação baseada na praticidade. “Agora o curso tem um caráter mais de oficina mesmo. Os participantes expressam, através da escrita, suas qualidades fortes, pontos a serem melhorados.”

Com enfoque no conhecimento técnico atrelado ao comportamento em uma entrevista de seleção, a capacitação chama a atenção para os erros escorregadios na hora de ouvir e falar ao profissional de Recursos Humanos (RH) da empresa pretendida. “De dez pessoas, seis se equivocam neste momento, por não saberem se comunicar ou elaborar uma pergunta, além de descuidarem da pontualidade ou simplesmente faltarem à entrevista.”

Sobre este grupo de quinta, justificou a adesão com otimismo. “Eu me surpreendi positivamente com esta primeira turma do ano. Estou feliz pela participação. A conduta em uma entrevista se sobrepõe ao conhecimento técnico. Um candidato pode por tudo a perder se não souber se portar adequadamente. Há maneiras mais formais e momentos propícios de fazer determinados questionamentos sem parecer inconveniente. As empresas buscam profissionais que mergulhem em seus objetivos, não somente busquem dinheiro, mas que se engajem no time e todos corram atrás do sucesso juntos”, argumenta a instrutora.

Um recomeço

Aos 34 anos, Vanessa Augusta Lopes procura novos ares em sua carreira de administração. A moradora do bairro Bom Jesus estava na oficina e se sente mais segura para comparecer em novos recrutamentos. No 3º semestre do curso de administração, ela acumula uma experiência de seis anos na área.

Vanessa saiu do mais recente emprego há cerca de 15 dias. “Tenho um filho pequeno e houve divergência de horários. Mas estou apta a novas oportunidades”, comenta, lembrando também sua experiência na área financeira e em informática. “Eu escutei sobre o curso pela rádio. Foi bem interessante e podia ser mais tempo de aula. Por estar há tanto tempo trabalhando direto, eu não tinha mais feito entrevistas ou atualizado meu currículo. O curso ajudou a me situar de novo”, analisa.

Ela busca vagas na mesma área. Vanessa fez cadastro no Banco do Emprego nesta quarta-feira e as empresas que desejarem conhecer seu currículo poderão entrar em contato pelos números 3224-0600 ou 3224-0700. O Banco do Emprego está na rua Sebastião Furtado, 81, Centro, esquina com a rua Benjamin Constant.