//Turma inédita em gerenciamento de serviços domésticos inicia aulas pelo Qualifica Mais Lages

Turma inédita em gerenciamento de serviços domésticos inicia aulas pelo Qualifica Mais Lages

Serão 20 horas/aula, entre 23 de abril e 28 de maio, com um encontro por semana, às segundas (14h às 18h)

Uma vez por semana, dez pessoas irão se encontrar com um objetivo em comum: o aprimoramento profissional. O público se reuniu pela primeira vez na tarde desta segunda-feira (23 de abril) para o curso de gerenciamento de serviços domésticos oferecido gratuitamente pelo Programa Qualifica Mais Lages em parceria com a empresa Brilho Limpeza e Conservação. A Brilho tem como proprietária a lageana Silvana Bernardi, e está sediada em Chapecó há oito anos no segmento de limpeza em condomínios e empresas. No Oeste, dez pessoas fazem parte do quadro funcional. A empresa mantém 15 clientes, para os quais disponibiliza sua especialidade em pós-obra.

A primeira filial foi aberta há dois meses em Lages, no bairro São Cristóvão, onde foi dada oportunidade para o trabalho de cinco profissionais. “Espero que venham muitas. Nossa intenção é expandir”, antecipa a empreendedora, acrescentando ser esta área de muita rotatividade de trabalhadores. “Falta treinamento e estamos aqui para contribuir com a especialização da mão de obra. Em Lages estamos fechando novos contratos com condomínios e acredito haver possibilidade de novas vagas”, pontua Silvana. Os alunos foram recepcionados pelo gerente do Qualifica Mais Lages, Marcelo Lima, e por uma das coordenadoras, Ivânia Wolff Anjos.

Os participantes terão direito à apostila e a certificado. As aulas da capacitação, ministradas voluntariamente pela própria empresária, acontecem no auditório da Secretaria do Desenvolvimento Econômico e Turismo. Entre as alunas estavam duas servidoras de serviços gerais da própria Secretaria. “Será um passo importante na carreira de todas vocês. Tenham um bom proveito e boa sorte a todas”, expressou Marcelo no auditório.

Em 20 horas/aula, entre 23 de abril e 28 de maio, com um encontro por semana, às segundas (14h às 18h), serão abordados os seguintes assuntos: Limpeza eficiente; limpeza por equipe; tarefas e objetos de limpeza, higiene e conservação; produtos, equipamentos e acessórios; características dos produtos; tipos de limpeza; ética profissional; boas maneiras; postura profissional; relacionamento com a equipe; higiene e aparência pessoal; utilização de uniformes; e organização e planejamento, além de noções de empreendedorismo com o Banco da Família e de turismo com a turismóloga Ana Vieira. A empresa Clarity, fornecedora de produtos para a Brilho, será convidada a ser parceira do curso. “A apresentação dos diversos assuntos é feita com linguagem simples e de forma prática para facilitar o aprendizado. O treinamento de pessoal em qualquer atividade é a melhor forma de capacitar a pessoa para a execução de seu trabalho e mantê-la motivada”, observa Silvana Bernardi.

A técnica de enfermagem, Marilei Ribeiro de Camargo, 41 anos, está entre as alunas do curso. Ela se deslocou do bairro Guarujá com a filha Larissa para participarem da capacitação.

Marilei é casada e tem três filhos – uma é casada e os outros dois, com quatro e 14 anos, moram com a família. Ela divide seu tempo entre as tarefas do lar e o serviço de diarista em meio período às sextas-feiras na casa de uma idosa perto da sua residência, somando seus ganhos à renda do esposo, vigilante. “Eu vim ao Banco do Emprego para saber de cursos e acabei me interessando por este. Eu atuo também como cuidadora de pacientes se for preciso. O curso vai me ajudar a aprender mais e desempenhar um trabalho melhor.”

Quem precisa, corre atrás

Cadastrada no Banco do Emprego, Bernadete Fátima Ribeiro, 36 anos, esteve pela manhã desta segunda no local em busca de alguma vaga e acabou se surpreendendo com a possibilidade de melhorar seu currículo. A moradora do bairro São Pedro procura uma colocação como diarista ou salgadeira.

Infelizmente, ela foi dispensada de seu mais recente emprego, uma lanchonete, há 15 dias, onde permaneceu por um mês. “Antes disso eu estava há oito meses parada. Hoje resolvi vir porque quero aprender mais coisas sobre limpeza, estando mais apta a novas vagas”, reitera, salientando que o esposo está desempregado há oito meses.

Ele tem experiência em serviços gerais, como pedreiro e cortador de grama. O casal tem quatro filhos – 1,10 ano, seis, 17 e 20 anos. Todos moram juntos. Por enquanto, a renda é formada pelo recurso mensal do Programa Bolsa Família e pelos serviços esporádicos do pai e da mãe. Bernadete cobra em seu trabalho a diária de R$ 100, incluído transporte.

Interessados no trabalho destas três pessoas podem entrar em contato com o Banco do Emprego, situado na rua Sebastião Furtado, 81, Centro, esquina com a rua Benjamin Constant, a uma quadra da Policlínica Municipal. Nesta segunda-feira também houve o início do curso de cabeleireiro com 19 participantes e aulas da instrutora voluntária, Seomara Polleza, na Diretoria de Turismo, na Avenida Papa João XXIII.